Exposições e Oficinas
Alguns flertes em outras áreas
Encontro Agostinho de Leitura
MARÇO DE 2012
ESPAÇO MADERO EVENTOS
AMERICANA/SP
O projeto de ambientação da Mostra Gostinho de Leitura, evento destinado a dirigentes de ensino e educadores, se propôs a instigar os sentidos através da leitura. Os ambientes foram decorados levando em conta o universo infantil, a memória lúdica e o paladar na infância. A exposição apresentou os projetos da Editora Adonis através de sua produção de livros em ambientes caracterizados com uma mensagem educativa e cultural.
Ambiente da Mostra (Foto: Li Deliberali)
Museu da Água
OUTUBRO DE 2008
MUSEU DA ÁGUA
SANTA BÁRBARA D‘OESTE/SP
Os museus são casas que guardam e apresentam sonhos, sentimentos, pensamentos e intuições que ganham corpo através de imagens, cores, sons e formas. Os museus são pontes, portas e janelas que ligam e desligam mundos, tempos, culturas e pessoas diferentes. SBM (Sistema Brasileiro de Museus).
Detalhe de peças antigas da Estação de Tratamento de água (Foto: José Roberto Bueno)
Exposição de Orquídeas
OUTUBRO DE 2007
SALÃO DE FESTAS DA IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO
AMERICANA/SP
A ideia da exposição de orquídeas era mostrar um diferente olhar sobre a espécie. Sair do lugar comum, explorar ângulos e percepções que a nossa pressa não nos permite ver. Uma explosão de cores, sutilezas e pequenos detalhes misturados entre a arte e a fotografia. O trabalho de curadoria estabeleceu um diálogo entre as obras e o espaço, favorecendo a circulação das pessoas entre as flores e os objetos como num passeio.
Foto: Juarez Godoy
Exposição de Mandalas
OUTUBRO DE 2005
ATELIER DE ARQUITETURA & INTERIORES
AMERICANA/SP
As mandalas surgiram do desejo de criar objetos-linguagem misturando desenhos, materiais e palavras. São representações gráficas onde utilizo símbolos e grafismos de culturas distintas num traçado de formas, cores e texturas com técnicas de Assemblage (estética da acumulação). Um exercício de experimentação estética e habilidade na configuração de formas utilizando objetos e materiais tridimensionais.

“Há uma projeção geométrica do mundo chamada mandala. Trata-se do mundo reduzido ao seu esquema essencial, onde o refluxo das experiências da mente , através da concentração , reencontram a unidade da consciência. O princípio ideal das coisas é um ponto luminoso na consciência.” - Giuseppe Tucci.

Ao me encantar pelo estudo do círculo me apropriei de formas e palavras. Numa experiência com objetos distintos passei a garimpar ideias e aprisionar imagens entre círculos e cores, envolvendo-as entre si. Na intenção de reorganizar me organizo. Num exercício lúdico de trabalhar elementos soltos e inicialmente sem função reaproveito, redimensiono, recorto e revejo sensações. Enquanto circulo imagens e me aproprio delas vou dando vida a peças até então esquecidas, num exercício de reciclagem.
Sem Título - Acrílica sobre papel (Foto: Ricardo Raggi)
Literatura de Cordel em Casa de Cultura
OUTUBRO DE 2003
CASA DE CULTURA HERMANN MULLER
AMERICANA/SP
A exposição “Brincar de fazer versos: o papel da arte popular de cordel” foi elaborada a partir de objetos e personagens que povoam o folclore nordestino. Recheada de tradição, utilizou também os folhetos confeccionados pelos alunos num exercício de criatividade poética e artística da narrativa. Na abertura participaram contadores de história, músico, grupo de teatro, maculelê e maracatu.
Performance de artistas (Foto: Wado Pellizoni)
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest
© 2017 - Regina Gouvea - Atelier de Arquitetura. Todos os direitos reservados